Your Language

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Onde estiver



Oi,

Estive escrevendo uma carta para você, mesmo sem saber seu endereço. Mas vou fazer de alguma forma para que seus olhos passem por essas linhas. Estive pensando que se um dia não tivermos mais o costume de escrever dessa forma, sentirei saudade como sinto de 1 mês atrás. Não repare o papel um pouco amassado e nem a letra torta. É que esse caderno anda comigo para todo lugar que vou. Assim como você também. Não sei exatamente por onde você passou todos esses anos, mas gostaria de te dizer, o quanto é bom que você está aqui, mesmo sem estar. Não sei para onde vamos, mas eu também estou querendo ir. Me leva como o mar, em suas ondas. Ou como uma ironia dos nossos destinos. Simplesmente acontece.

 Na sua ultima carta,  você me escreveu algo familiar, e quero te responder:

"Escolher a pessoa com quem você quer dividir sua vida, é uma das decisões mais importantes que, qualquer um pode fazer, sempre! Porque quando dá errado... Deixa sua vida cinza, e as vezes, as vezes você nem nota, até acordar numa manhã, e perceber que anos se passaram. Nós dois sabemos o que é isso. Sua amizade trouxe um colorido novo a minha vida, e esteve presente nos momentos mais difíceis, e eu sou a pessoa mais sortuda do mundo por essa dádiva. Espero ter sabido dar valor, mas talvez não tenha dado, porque as vezes você não vê, que a melhor coisa que já aconteceu a você está ali! Debaixo do seu nariz. Mas tudo bem também. É tudo bem! Porque eu percebi que, não importa onde esteja, ou o que esteja fazendo, ou com quem esteja. Eu vou sempre, com toda força, verdadeiramente, completamente, amar você!"


Eu te amo nos meus dias nefastos e nos meus dias de sorte. Eu te amo quando você
vacila e quando você acerta. Eu te amo com ou sem distância. Eu te amo ate quando
não te tenho. Eu te amo pelo pouco que sei de ti, pelo muito que ignoro e por aquilo
que somente posso pressentir. Eu te amo nas três dimensões, nas quatro luas, nos
quatro elementos, nas quatro estações, nos quatro pontos cardeais. Eu te amo nos
cinco sentidos, nas sete cores do arco-íris, nas sete notas musicais, nos doze signos
do zodíaco. Em tudo o que existe eu te amo cada vez mais. Eu te amo em todos 7
mares, do flat ao swell. Eu te amo no acaso da vida, nas paginas não lidas, e até nas não escritas. Eu te amo até quando me perco. Do amanhecer ao anoitecer e mesmo quando durmo... 



com carinho,

ps. espero uma carta sua na minha caixa de correios. Preciso saber se gostou daquele filme.


domingo, 5 de fevereiro de 2017

Estar

Que ligação além do olhos, é essa que nos faz sentir parte? Que ligação é essa que não só com a presença faz pulsar, mas com a ausência vem se firmar?! Um vazio que é cheio, mesmo sem estar. Deixa sempre um recado:

 "Eu vim pra ficar e nunca vou passar.
Porque eu existo na sua vida pra te ensinar a amar. Calma na alma. Eu vim pra ficar."



quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Caminho das águas

Eu ainda consigo lembrar da primeira vez que o vi de longe. Me senti como se estivesse gravando na memória cada gesto para virar uma espécie de filme favorito natural da vida real. Fechar os olhos e não saber explicar de fato que sentimento invade. Se receio ou vontade de sentir mais de perto. Sempre me perguntei se meus olhos falavam mais do que minha própria boca podia falar.

"- O que me dizem, pássaros? Vocês que sabem voar..."

O tempo seguiu e sonhei imagens que deveriam estar em espaços vazios. Palavras não ditas, detalhes que passaram despercebidos por total euforia de dentro pra fora. Nesses momentos, não há distância. Não há explicações de ser e , muito menos , de sentir. Simplesmente se impulsiona com coragem e sinceridade. Persistência de ainda estar aqui. Nunca passou pela minha cabeça correr contra. Se o caminho é a frente, como poderia voltar?! Por isso permaneci.  Já me ocorreu querer esquecer o caminho desse lugar que tanto queria estar.

 Passaram as estações e veio a seca, sol a pino, terra ressecada, fissuras mal resolvidas. Enfim cores e flores, e com elas outro sonho aconteceu. Um presságio. Automaticamente, ao acordar sem tanta calmaria, quis contar ao vento, para que pudesse levar o recado. Reacendeu dentro de mim uma esperança que o tão desejado encontro pudesse acontecer. Quando temos coragem, agimos com amor. Tentar é inevitável. O caminho do tão sonhador rio, encontrou o tão sonhado mar.

A sensação foi a mesma de ter olhado o mar pela primeira vez. Os olhos brilharam com o reflexo do sol na água, e vidravam em cada movimento. O calor da sua mão segurando a minha, a certeza de que aquela sensação eu jamais esqueceria. 
Existem momentos que se tornam tão completos que as palavras não fariam sentido. É como se só a presença fosse o suficiente. A vontade de voltar, se torna constante. Onipresente, pra sempre. Tudo aquilo ali, era muito maior. Um universo novo e intenso. O medo sempre faz pensar e analisar. "Será que devo recuar?."

 Foi então que entendi que a questão nunca foi desaparecer em águas profundas de um oceano desconhecido. E sim, poder me tornar uma naquelas ondulações que são como batidas de um coração cheio de vida, amor e verdade. Por um lado seria uma fuga, e por outro... Liberdade. Realidade.



                                                                        Amar, mar. 
                                                             Aonde sempre quis estar.