Your Language

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Meus 22 anos passados presente





Não gosto do meu aniversário só porque se ganha presente. Não é também por bolo, ou porque todos tentam te agradar, na maioria das vezes. Pra mim, principalmente hoje, tem um motivo especial. Especial porque não to fazendo mais 15, ou 18 anos. Estou fazendo 22 anos! 2 patinhos na lagoa... Anos loucos, com momentos inesquecíveis, pro bom, muito bom, e pro não tão bom assim.  Odiei sem maldade, amei sem pudor, e sem rancor. Se eu fechar os olhos agora, passará um filme em minha cabeça. E com certeza passaram algumas pessoas. Assim como o Rio São Francisco, o seu sorriso, a Europa e todo aquele frio. O importante na vida não é necessariamente ser forte,mas sentir-se forte. A liberdade cada dia mais perto, e a responsabilidade cresce. 


Minha pele mais queimada, meu cabelo era maior, e bem mais claro. Cortei o cabelo curtinho, comecei a perceber o que é justo, fazer tudo mais certinho. Comecei a contar de 1 a 1000 se for necessário. Percebi que não posso querer ganhar minha vida com fotografia, mas posso amar tirar meus retratos da vida, por toda minha vida. Me apaixonei por Gastronomia. Estou trilhando meu caminho. Algumas coisas até mudaram... Mas algumas, acho que nunca vão mudar.Meu  livro vou escrever, minhas fotos vou tirar, meu restaurante vou abrir. Porque por mais que aja mudanças, a essência é a mesma. Mas só se fechar os olhos. Feche, e respire... Inspire. Nao que eu não ame as pessoas, mas eu amo muito mais o que é natural. Ao invés de dinheiro, fé, fama, justiça… dê-me a verdade.


Quero dar a volta ao mundo. Quero cozinhar pro meu marido, mas também quero cozinhar pra quem quiser saborear ou simplesmente matar algum desejo. Hoje, o que gostaria? Prefere uma comida Japonesa com seus detalhes, ou a Italiana com sua firmeza?! Lealdade ou Fidelidade? Amor ou amizade? Cor ou calor? Amor ou dor? Eu prefiro amor.Requinte?  Prefiro brindar por mim, e por todos que como eu, a cada dia que passa, percebe os detalhes da vida, e o quanto eles fazem a diferença. Faça coisas especiais, e será incrivelmente especial. A Felicidade só é real quando compartilhada


Tim-tim




                                                              

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Mar, Amar

E quando te vi amanhecer hoje, aquele seu friozinho ameno, aquela brisa gostosa de sentir, aquelas ondinhas quebrando formando minis lindos tubos, aquele sol nascendo, e uma paz me invadindo, fazendo eu me sentir uma criança, queria você só pra mim, ali mesmo, poder fazer o que eu quisesse, pra quê tanta roupa, pra quê tantos limites, que vontade de entrar no seu mar, e eu ainda fico tão maravilhada com seu encanto, as suas nuvens. Meus sonhos, meu barquinho, meu caminho.





domingo, 3 de julho de 2011

Dom real


A entrada num novo mundo, um novo cheio de pontos totalmente desconhecidos, no qual nos sentimos livres, ou com medo. A liberdade num espaço desejável sempre nos excita. Quando temos liberdade, liberdade própria, liberdade do nosso 'EU', temos a oportunidade de fugir de tudo aquilo que não escolhemos, e não queremos. Obrigações irritantes, deveres fúteis!

Poder me libertar de um mundo de abstracções desreguladas, falsa compaixão, falsos motivos, falsa segurança, falso humanismo, falso moralismo, injusta autoridade, bens materiais, limitações que nos afastam do sentido de nossa existência. Ser algo, e não saber. Seja e saiba....